Translate

terça-feira, abril 30, 2013

Olympikus se despede do Fla com "Camisa Eterna"


A Olympikus lançou nesta terça-feira (30) uma ação de marketing que tornará sua presença inesquecível na memória dos flamenguistas. Através de um vídeo, os torcedores poderão conhecer a "Camisa Eterna", uma réplica do primeiro uniforme do Flamengo com patrocínio da Olympikus no ano em que conquistou o hexa no Campeonato Brasileiro (2009). A peça passou por diversas provas para mostrar sua força e grandeza.
Feita em Kevlar e Nomax, materiais usados na fabricação de coletes à prova de balas e roupas dos bombeiros, a camisa foi submetida a testes de resistência em que suportou temperatura de até 1.500°C, impacto de 200 quilos, 300 CV de força e congelamento. Tudo isso para comprovar que, assim como os torcedores rubro-negros, a Camisa Eterna resiste a qualquer prova e qualquer esforço, permanecendo intacta e praticamente indestrutível.


Para Márcio Callage, CEO da DM9Sul, a campanha finaliza com sucesso as ações de relacionamento da Olympikus com o Flamengo. “Fomos buscar uma ideia que eternizasse a relação da Olympikus com o Flamengo e a torcida. Algo que fosse maior que um anúncio ou qualquer peça publicitária. A Camisa Eterna, feita em Kevlar e Nomax, faz isso”, completou.

A campanha encerra uma parceria vitoriosa de quatro anos da marca Olympikus com o rubro-negro. "O relacionamento com o Clube de Regatas do Flamengo foi muito além do que um simples contrato de marca esportiva. Nós realmente nos tornamos torcedores do Flamengo, vestimos o time e a nação flamenguista com muito orgulho. Essa homenagem que estamos fazendo agora no momento da saída é para registrar tudo que sentimos durante estes quatro anos", afirma Pedro Bartelle, Diretor de Marketing da Olympikus.

A história de paixão entre a Olympikus e o Flamengo vai muito além de conquistas, vitórias e títulos. A marca esportiva esteve presente em muitos momentos marcantes do Clube, como no Batismo Rubro-Negro, ação que envolveu um ídolo do Clube, o ex-camisa 9 Nunes, mobilizando torcedores recém-nascidos em maternidades cariocas, a retransmissão pelo rádio do jogo que marcou os 30 anos do título de campeão mundial e a formação do maior mosaico do mundo feito pelos torcedores nas arquibancadas do maracanã, com cerca de 80 mil flamenguistas.