Translate

sexta-feira, outubro 04, 2013

Movimento por um Futebol Melhor atinge marca de 600 mil sócios-torcedores

Presidentes se reúnem no lançamento do programa
(Foto: AMBEV/Divulgação)
Oito meses após seu lançamento, o Movimento por um Futebol Melhor atinge em outubro a marca de 600 mil sócios-torcedores em todo o país. É uma verdadeira goleada de vantagens para o torcedor, que tem à sua disposição mais de 650 produtos e serviços com descontos. E também para os clubes, que recebem uma nova e importante fonte de receita.
Em janeiro, o Movimento surgiu com 158 mil sócios-torcedores em 15 clubes. Hoje, 32 já aderiram ao programa. Além dos associados que já eram cadastrados, os times ganharam neste período 205 mil novos sócios-torcedores, que irão gerar uma receita adicional estimada de R$ 80 milhões em 2013.
"Antes de completar seu primeiro ano, o Movimento por um Futebol Melhor já mostra que é um sucesso. Estamos no caminho certo e os números são animadores", diz Marcel Marcondes, diretor de Connections da Ambev, uma das dez empresas responsáveis pelo projeto. "Os clubes ganham novos sócios-torcedores, aumentam sua receita podendo se planejar melhor com essa receita incremental. Os sócios desfrutam de benefícios concretos, que vão muito além de descontos na compra de ingressos, podendo agora, com esses descontos em mais de 650 produtos, superar o valor pago na mensalidade de sócio torcedor. E as empresas ganham a fidelidade do torcedor. É uma vitória de todos."
No Movimento, o sócio-torcedor tem acesso a descontos em mais de 650 produtos e descontos oferecidos por dez grandes empresas. Além da Ambev, participam Unilever, Pepsico, Seara, Danone, Bradesco, Sky, Netshoes, Burger King e Tim. Para ter acesso aos benefícios, basta informar o CPF nos caixas de supermercados das redes credenciadas.
Os primeiros resultados são animadores. Um dos clubes que mais investiram no programa de sócio-torcedor, o Cruzeiro é hoje o líder isolado do Campeonato Brasileiro e caminha rumo ao título. O time mineiro se reforçou graças aos recursos de seu programa, que teve um crescimento extraordinário de 417%, passando de 7 mil para cerca de 37 mil sócios-torcedores. As contratações do zagueiro Dedé e do meia Julio Baptista, dois dos mais importantes jogadores do elenco, só foram possíveis graças à receita dos associados.
A retribuição foi imediata. Os torcedores cruzeirenses foram os que obtiveram mais descontos até agora nos produtos oferecidos: cerca de R$ 2 milhões, valor que também foi alcançado pela torcida do Atlético (MG) e seus 25 mil sócios (um crescimento de 410% desde janeiro).
O clube que registrou o maior crescimento foi o Flamengo, que iniciou este ano seu programa e chega a outubro com 38 mil sócios-torcedores. O time carioca também usou recursos dos seus associados para reforçar a equipe, como na contratação do atacante Marcelo Moreno.
O número de sócios-torcedores pode ser conferido diariamente no Torcedômetro, que está disponível no site www.futebolmelhor.com.br. O líder é o Internacional, com cerca de 106 mil associados, seguido pelo rival Grêmio, com 75 mil.
Em São Paulo, o Santos lidera com mais de 53 mil sócios-torcedores, contra 47 mil do Corinthians, 34 mil do Palmeiras e 25 mil do São Paulo.
Até agora, os torcedores em todo o país tiveram mais de R$ 10 milhões em descontos, que chegam a superar o valor médio das mensalidades. Ou seja, o sócio-torcedor recebe de volta o que paga ao clube, em centenas de benefícios.
Em apenas duas promoções chamadas de super final de semana do Sócio Torcedor realizadas este ano, o desconto médio em cada uma delas foi de R$ 120, contra uma mensalidade média de R$ 30. Ou seja, o equivalente a oito mensalidades. Além disso, os produtos e serviços são oferecidos diariamente, com desconto médio de 10%.
Mais clubes e novas empresas estão em negociação para aderir ao Movimento, que não para de crescer e de oferecer mais vantagens aos sócios-torcedores.
Os clubes que integram o Movimento por um Futebol Melhor hoje são: Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos, Ponte Preta, Portuguesa, Guarani, Grêmio Osasco, Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, Atlético-MG, Cruzeiro, América-MG, Vitória, Bahia, Ceará, Fortaleza, Ferroviário, Náutico, Sport, Santa Cruz, Grêmio, Internacional, Avaí, Figueirense, Joinville, Remo, ABC-RN, Treze e Campinense.