Translate

quarta-feira, janeiro 08, 2014

Já imaginou Pelé, Messi e Neymar no mesmo time?


Já imaginou Messi, Neymar e Pelé no mesmo time?

É isso que pode acontecer caso os craque genéricos que são os novos reforços do Sul América do Amazonas sejam titulares no campeonato Amazonense de 2014. No entanto nem os jogadores do Barcelona mudaram de time e nem o rei do futebol voltou atrás de sua aposentadoria.
O Sulão, como é carinhosamente chamado. amarga um jejum de 11 anos sem títulos e fez sua aposta nos craques genéricos para dar a fim à essa fila.
Neymar do Sul América(Foto: Isabella Pina)
 

NEYMAR
O Neymar do time amazonense é comparado ao craque ex-Santos não pelo seu futebol, mas pelo autêntico moicano e um dose de autenticidade que faz lembrar o craque. Na verdade ele se chama Cléber Pantoja Ribeiro, nascido em Belém do Pará ele já defendeu a Tuna Luso-PA e outra semelhança com o craque do Barça é que ele joga no ataque. 
"Sou um cara de velocidade, habilidade, meio ousado... Sou “gaiato” – apresentou-se o atacante do Sul América.

Messi do Sul América(Foto: Isabella Pina)
MESSI
Atualmente não há melhor companhia para Neymar senão Messi. Então o Trem da Colina buscou Anderson Bernardo, um acreano de 20 anos que jogava no América-AM. Sua aparecia física mostra um cabelo parecido com o do "hermano" e uma certa contenção nas palavras assim como o argentino.
"Na verdade, começaram a me chamar assim por causa do cabelo, que parece o dele. O nariz também (risos). Não me acho muito parecido, mas dizem né? O Messi é bom demais, nem tem o que falar dele. Fico feliz com o apelido e espero conseguir fazer bonito também."- afirmou o sósia do melhor jogador do mundo.










Pelé do Sul América(Foto: Isabella Pina)
PELÉ
 Ser comparado ao rei do futebol não deve ser tarefa fácil para Leilcson Araújo, 19 anos e que em nada lembra seu homônimo mais famoso. Começando pela posição o Pelé do Sulão joga na lateral direita, mas nem por isso ele descarta fazer jus do apelido.
 "Desde a infância, na escolinha de base, me chamam assim. Eu tinha o cabelo maior na época e começaram a me chamar de Pelé, e pelo futebol também. Quem começou foi o treinador, que um dia soltou o apelido. Eu tinha uns oito anos. Sou lateral, mas 'meto' uns gols. Tenho também força de defesa e velocidade, né?" - apontou Pelé.










O Trem da Colina vai precisará juntar aos nomes famosos um futebol melhor para ser campeão e assim acabar com  a fila de 11 anos. O time já treina diariamente e se prepara para a estreia diante do Fast, no dia 1º de fevereiro, no Estádio da Ulbra.