Translate

sábado, agosto 24, 2013

Brasileira Yane Marques faz história e conquista vice-campeonato Mundial de Pentatlo Moderno

O vice-campeonato agora é a melhor marca de Yane
Marques e Mundiais (Foto: João Cerqueira de Lima)
Nem mesmo o tufão que bagunçou a programação do Campeonato Mundial Sênior de Pentatlo Moderno em Taiwan conseguiu desanimar a brasileira Yane Marques neste sábado, 24. Depois de quatro dias seguidos de intensas disputas no principal torneio do ano para a modalidade, a pernambucana subiu no pódio da competição para receber mais um título inédito para ela e o Brasil: o vice-campeonato Mundial de Pentatlo Moderno. A prata chega pouco mais de um ano depois de Yane se tornar a primeira latino-americana medalhista olímpica do Pentatlo Moderno, depois do bronze nos Jogos de Londres.

A pernambucana conquistou a histórica medalha depois de uma disputa muito equilibrada no Fengshan Stadium, em Kaoshiung. Ao final deste sábado, Yane garantiu seu título inédito depois de somar 5.292 pontos. Apesar de chegar a liderar a última prova da disputa, o evento combinado de tiro a laser e corrida, o ouro acabou ficando com a atual campeã olímpica, a lituana Laura Asadauskaite, por cinco segundos de vantagem (5.312). O bronze foi para a russa Donata Rimsaite, vice-campeã Mundial de 2010, que cruzou a linha de chegada 2s depois da brasileira (5.284).

No evento por equipes, que reúne três atletas de cada país, o ouro ficou com a Inglaterra, depois dos 15.368 pontos somados pelos desempenhos de Kate French (10º no individual), Samantha Murray (14ª) e Mhairi Spence (17ª). A prata ficou com as chinesas Qian Chen (6ª), Xiaonan Zhang, (21ª) e Wanxia Liang, 25ª (15.236), e o bronze com as ucranianas Ganna Buriak (18ª), Anastasiya Spas (19ª) e Victoria Tereshuk, 26ª (15.020).

Formada no centro de treinamento da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) em Recife, Yane também é Terceiro Sargento do Exército Brasileiro pela Comissão de Desportos do Exército no Rio de Janeiro (CDE-RJ). Ela é o principal nome do Pentatlo Moderno nacional, integra o Time Brasil, projeto do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) que reúne os atletas com potenciais chances de medalha nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

Até então, o melhor resultado de Yane no Mundial Sênior de Pentatlo Moderno era o 6º lugar no ano passado, na Itália, e em 2010, na China.

Quatro dias de provas

A prata do Mundial de Taiwan foi conquistada com muita garra pela brasileira. Desde o início do torneio, ela e os demais pentatletas no país asiático estão lidando com constantes alterações repentinas no calendário de eventos por causa dos efeitos de um tufão na região. Por conta disso, desde a estreia do Mundial, Yane encarou pelo menos duas provas por dia.

A qualificação feminina, que era para ser realizada totalmente no primeiro dia, foi dividida em dois. A grande
O sorriso e a alegria da nova vice-campeã mundial de Pentatlo
(Foto: João Cerqueira Lima)
final também sofreu alterações tendo que ser suspensa repentinamente nesta sexta, 23, por causa de uma chuva torrencial que caía nas arenas do Mundial. Com isso, ontem foi realizada a esgrima e a natação e hoje o hipismo e o combinado.

Para chegar ao segundo lugar do pódio, Yane teve uma grande crescente ao longo das cinco provas da Final. Ontem, ela começou o dia na 11ª colocação após a esgrima (19 vitórias e 880 pontos somados) e foi para a 7ª com o 9º tempo da natação, 2min15s20 (1.180).

Hoje, a atual número 5 do ranking mundial da União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM) continuou sua escalada rumo ao vice-campeonato Mundial depois de fazer a 9ª melhor apresentação no hipismo. Nos saltos com o cavalo, derrubou apenas um obstáculo e garantiu 1.160 pontos. Com a equitação, a pernambucana foi para o 3º lugar, largando 14s atrás da primeira colocada de então, a francesa Elodie Clouvel, e apenas 6s após a 2ª colocada no momento, a inglesa Samantha Murray, prata em Londres 2012.

No combinado, Yane deu show com o 5º melhor tempo da prova (13min02s42) e os 2.072 pontos conquistados. Com uma corrida veloz e uma ótima pontaria no tiro a laser, a pernambucana se manteve durante todas as quatro séries de 800 metros de corrida intercaladas com cinco acertos de tiro no primeiro pelotão do evento. A brasileira ultrapassou Elodie e Murray e, depois de ser ameaçada pela russa Liudmila Kukushkina - que terminou o dia em 29º -, ela
Yane Marques mostrou que sua
mira estava boa (Foto: Reprodução TV)
chegou a liderar a disputa por vários instantes, mas acabou sendo ultrapassada na última série por aquela
que é conhecida pela sua corrida veloz e incrivelmente saiu da 19ª colocação no início do combinado para vencer o Mundial.
Rimsaite, a medalhista de bronze do torneio, também teve uma boa evolução no combinado, já que largou no 12º lugar e cruzou a linha de chegada em terceiro. Por outro lado, a líder no início da prova, Elodie, só chegou em 5º lugar com 5.244 pontos, e a vice-líder, Murray, foi para o 14º (5.124).

Neste sábado, também foi realizada a Final Masculina do Mundial de Taiwan. Diferentemente das mulheres, os homens encararam todas as cinco provas da decisão entre eles em um único dia, seguindo o planejamento inicial. O pódio da disputa também foi encabeçado por um lituano, o atual vice-campeão da Final da Copa do Mundo e medalhista bronze no Mundial de 2010, Justinas Kinderis, que somou 5.824 pontos. A prata foi para o inglês Nicholas Woodbridge, vice-campeão da Final da Copa do Mundo de 2011 (5.804), e o bronze, assim como para as mulheres, para um russo; no caso, Aleksander Lesun, campeão do Mundial do ano passado (5.788).

Na disputa por equipes, a França levou a melhor somando 17.256 através dos desempenhos de Jean-Maxence Berrou (6º no individual), Valentin Prades (4º) e Christopher Patte (9º). A prata ficou com os russos Lesun (bronze), Ilia Frolov (7º) e Serguei Karyakin, 18º (17.088), e o bronze com os sul-coreanos Woo Jin Lee (19º), Hwonho Jung (20º) e Jinhwa Jung, 21º (16.620).

Nos próximos dias, o Mundial de Taiwan será dedicado aos revezamentos e o Brasil volta para as arenas de Kaoshiung. Neste domingo, 25, o país participará do revezamento misto, formado por duplas e estaremos representados por Danilo Fagundes e Simone Lima. Na segunda, 26, é a vez do revezamento feminino, onde não participaremos, e na terça, 27, o Mundial se despede com o revezamento masculino, quando vamos estar presentes com Danilo, Felipe Nascimento e William Muinhos.




Yane Marques é terceiro sargento do Exército Brasileiro (Foto: Reproduçãode TV)


Calendário do Mundial de Taiwan:

25/08 (Domingo) – Revezamento Misto
26/08 (Segunda) – Revezamento Feminino
27/08 (Terça) – Revezamento Masculino