Translate

sexta-feira, fevereiro 21, 2014

Emocionado, Guga recebe placa de Nadal em homenagem no Rio Open

Por um momento, a torcida que lotou a quadra central do Rio Open para assistir à vitória do espanhol Rafael Nadal, nesta quinta-feira, teve a sensação de voltar alguns anos no tempo para ver Gustavo Kuerten em ação. Mas o ex-número 1 do mundo não estava com sua raquete nas mãos. De calça jeans e camisa social, Guga pisou no estádio do Jockey Club Brasileiro para receber homenagem da organização do torneio. Ovacionado pela torcida, o tricampeão de Roland Garros assistiu a um vídeo com os principais momentos de sua carreira, e recebeu das mãos do atual líder do ranking uma placa comemorativa.

Falando em espanhol, agradeceu a participação de Nadal na cerimônia. "É uma honra receber uma homenagem dentro do meu país. Obrigado por tornar esse momento ainda mais especial", disse, emocionado. Depois, conversou com a torcida brasileira. "É um privilégio ser abraçado por centenas de pessoas ao mesmo tempo, uma sensação muito boa, inesquecível. Tudo isso me motiva a contribuir com o tênis, retribuir o carinho que recebo de vocês".




Guga deita no coração feito no saibro, assim como em Roland Garros(Foto:JoãoPires/Divulgação)

Durante a homenagem, Guga também repetiu o gesto que marcou sua trajetória rumo ao terceiro título de Roland Garros, em 2001, quando deitou na quadra do Grand Slam francês ao vencer o norte-americano Michael Russel, depois de estar perdendo por 2 sets a 0, nas oitavas de final. Dois pegadores de bolas riscaram um coração na quadra do Rio Open, e Guga não teve dúvida, deitou no chão como fez em 2001. Depois, contou que teve vontade de bater uma bola com Nadal."Quase chamei o Nadal para jogar uma bolinha, deu muita vontade", brincou. O brasileiro nunca enfrentou o octacampeão de Roland Garros quando estava no circuito. "Guga é um exemplo, por toda sua ligação com o esporte e sua luta para conseguir voltar a jogar depois da cirurgia. Ele é um dos melhores jogadores que vi atuar no saibro. Um jogo entre nós teria sido muito interessante", elogiou.

Nadal que não teve dificuldades para derrotar o compatriota Albert Montañes por 6/1 6/2 volta a jogar no Rio Open nesta sexta, por volta de 19h, contra João Sousa, de Portugal, que ganhou de Albert Ramos por 7/6(6) 2/6 6/3. "Sinto que estou evoluindo a cada jogo. É um processo natural quando se retorna depois de um longo período de recuperação. Sei que não posso sair do zero para o meu máximo. Realmente queria muito jogar aqui. A América Latina sempre me deu muitas alegrias. Vou fazer um grande esforço sempre para jogar aqui no Brasil."



A rodada desta sexta-feira é de quartas-de-final para o ATP 500 e o WTA Internacional.

WTA:
Kurumi Nara (JPN) x Lourdes Dominguez Lino (ESP)

Klara Zakopalova x Katrzyna Peter (POL)
Nastassja Burnett (ITA) x Paula Ormaechea (ARG)
Teliana Pereira(BRA) x Irina Camelia Begu(ROM)

ATP: 

Fabio Fognini(ITA) x Alexadr Dolgopolov(UCR)
Thomaz Bellucci(BRA) x David Ferrer(ESP)
Tommy Robredo(ESP) x Pablo Andujar(ESP)
João Sousa(POR) x Rafael Nadal(ESP)