Translate

sexta-feira, junho 28, 2013

Ato no Rio de Janeiro pedirá saída de presidente da CBF

A Frente Nacional dos Torcedores (FNT) realizará mais um ato da campanha “Fora Marin! Regulamentação desportiva já!”, no próximo domingo (30 de junho) às 17hs. A manifestação começará na Praça Saens Peña, no Rio de Janeiro, próximo ao Estádio Maracanã, que será palco da final da Copa das Confederações.
Até então, já aconteceram protestos em todo o Brasil pela queda do atual presidente da CBF, José Maria Marin, e pela aprovação da PEC da regulamentação desportiva (PEC 202/2012). A onda de protestos iniciou-se em Porto Alegre, passou por Curitiba, Rio de Janeiro, várias capitais do nordeste, regressando a Porto Alegre, e nesse final de semana São Paulo, e novamente Rio de Janeiro.
A FNT entende que, além da incapacidade administrativa e ilegitimidade representativa, o histórico de apoio à ditadura militar, especialmente as relações com o delegado Sergio Fleury e com o caso Vladimir Herzog, acabam por tornar Marin uma pessoa completamente inapta a ocupar o cargo máximo do futebol brasileiro. Vale lembrar, ainda, do vergonhoso episódio da final da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2012, quando imagens mostraram o atual presidente da CBF pegando uma medalha que deveria ter sido entregue para um jogador da equipe campeã.
Portanto, a Frente Nacional dos Torcedores, que tanto lutou pela queda do antigo mandatário da entidade máxima do futebol brasileiro, Ricardo Teixeira, não descansará enquanto um apoiador das práticas de tortura e de um regime cerceador de diversos direitos fundamentais for o indivíduo responsável pelo futebol brasileiro e pela condução da Copa do Mundo 2014. 
No Rio de Janeiro, a campanha está dialogando diretamente com o processo de elitização e privatização do Estádio Maracanã.. A indagação "Maraca pra quem?", bem como o grito "Maraca é nosso!" fazem parte da mobilização. Igualmente, todas as mobilizações contra o aumento das passagens de ônibus possuem enorme comunicação com a FNT, haja vista a participação efetiva do movimento nesses atos. Além disso, os Torcedores cariocas não querem um vexame mundial em sua cidade, portanto, pedem para que Marin não participe da entrega de medalhas após a final da Copa das Confederações ("Marin, não entregue medalhas!").
            Fundada em 13 de dezembro de 2010, a Frente Nacional dos Torcedores, que ficou conhecida nacionalmente na campanha “Fora Teixeira!”, luta por um futebol justo, democrático e popular.