Translate

domingo, agosto 03, 2014

Barrichello vence prova do Milhão na Stock Car

da redação
Rio de Janeiro



Além de largar na pole Barrichello venceu
a prova (Foto:Vanderley Soares/MF2)
Depois de 20 corridas, finalmente Rubens Barrichello (Full Time) conquistou sua primeira vitória na Stock Car. O veterano piloto de 42 anos, que estreou no final da temporada de 2012, ganhou a Corrida do Milhão, disputada neste domingo diante de grande público no Autódromo de Goiânia e ao final de uma renhida batalha contra Thiago Camilo (RCM). Os dois levaram os torcedores ao delírio ao cruzar a linha de chegada quase emparelhados. Galid Osman, parceiro de Camilo, completou o pódio, seguido por Átila Abreu (AMG), o novo líder do campeonato. Com o 5º e 6º lugares de Júlio Campos e Antonio Pizzonia, a Prati-Mico’s Racing assumiu a ponta entre as equipes.

Barrichello saiu na pole e imprimiu um ritmo forte desde o início. Mesmo com as duas paradas - uma obrigatória para troca de pneus e outra opcional de reabastecimento -, o ex-piloto da Fórmula 1 só encontrou resistência por parte de Camilo. Quarto no grid, o ganhador do prêmio milionário da prova em 2011 e 2012 se atrasou na largada e teve de escalar o pelotão. Depois, trocou duas vezes de posição com Barrichello e ainda tentou uma cartada final, mas sem sucesso. Como consolo, subiu para o segundo lugar na classificação do campeonato.

Comprovando a excelente fase, a Prati-Mico’s Racing comemorou a ascensão nas disputas de pilotos e equipes. Campos subiu para terceiro, enquanto Pizzonia avançou para a 9ª colocação. "Nossa meta aqui sempre foi pensar nos campeonatos. Se a vitória viesse, ótimo, mas esse não era mesmo o objetivo principal. Demos um novo salto nesta etapa e temos tudo para ir ainda melhor na próxima etapa. Cascavel está na região de Toledo, sede do nosso patrocinador, e por isso é a nossa corrida de casa", lembrou o diretor-técnico Juan Carlos "Mico" Lopez.

Campos também ficou contente com o resultado e só lamentou o tráfego que encontrou ao longo de praticamente todos os 50 minutos da corrida. "Perdi muito tempo atrás de outros carros. Além disso, nosso carro tem um acerto que não privilegia circuitos de retas longas, como este aqui. Em compensação, acho que iremos muito bem em Cascavel, que tem apenas uma retinha curta", afirmou o paranaense, um dos destaques do ano e mais do que nunca na luta pelo seu primeiro título na principal série do automobilismo brasileiro.

Pizzonia retardou ao máximo o segundo pit stop, ocupou a liderança por várias voltas e também não saboreou um resultado ainda mais satisfatório por causa do trânsito pesado que encontrou na saída dos boxes. "Eu era muito mais veloz que o pessoal que estava à minha frente, depois que coloquei dois novos pneus traseiros. Incrível o que o carro estava rápido", afirmou o vencedor da segunda bateria da etapa de Santa Cruz do Sul. Ele terminou com uma enorme bolha no calcanhar direito, provocada pela alta temperatura do assoalho do carro.

O calendário da Stock Car voltará a ser movimentado dentro de duas semanas em Cascavel, a segunda das três etapas de agosto - a última será nos últimos dias do mês em Curitiba. O autódromo do oeste paranaense receberá a categoria novamente no formato de duas corridas, utilizado em nove das 12 etapas de 2014.


O resultado da prova:

1 - Rubens Barrichello - Full Time Competições - Chevrolet - 36 voltas em 52:22.650
2 - Thiago Camilo - Ipiranga-RCM - Chevrolet - a 0.186
3 - Galid Osman - Ipiranga-RCM - Chevrolet - a 10.258
4 - Átila Abreu - Mobil Super Racing - Chevrolet - a 13.533
5 - Julio Campos - Prati-Mico's Racing - Peugeot - a 15.607
6 - Antonio Pizzonia - Prati-Mico's Racing - Peugeot - a 16.818
7 - Allam Khodair - Full Time Competições - Chevrolet - a 19.388
8 - Cacá Bueno - Red Bull Racing - Chevrolet - a 20.229
9 - Ricardo Mauricio - Eurofarma RC - Chevrolet - a 23.008
10 - Nonô Figueiredo - Mobil Super Racing - Chevrolet - a 24.266
11 - Sergio Jimenez - Voxx Racing Team - Peugeot - a 28.645
12 - Max Wilson - Eurofarma RC - Chevrolet - a 29.142
13 - Diego Nunes - C2 Team - Chevrolet - a 30.529
14 - Lucas Foresti - RC3 Bassani - Peugeot - a 33.429
15 - Felipe Fraga - Vogel Motorsport - Chevrolet - a 33.773
16 - Denis Navarro - Voxx Racing Team - Peugeot - a 33.900
17 - Ricardo Zonta - RZ Motorsport - Chevrolet - a 38.531
18 - Gabriel Casagrande - C2 Team - Chevrolet - a 44.078
19 - Tuka Rocha - RZ Motorsport - Chevrolet - a 44.534
20 - Bia Figueiredo - ProGP - Chevrolet - a 45.402
21 - Felipe Lapenna - Hot Car Competições - Chevrolet - a 54.890
22 - Popó Bueno - Shell Racing - Chevrolet - a 1:09.845
23 - Wellington Justino - Boettger Competições - Peugeot - a 1:12.084
24 - Alceu Feldmann - Hanier Racing - Peugeot - a 1 volta
25 - Daniel Serra - Red Bull Racing - Chevrolet - a 2 voltas
26 - Marcos Gomes - Schin Racing Team - Peugeot - a 3 voltas
27 - Valdeno Brito - Shell Racing - Chevrolet - a 7 voltas
28 - Fabio Fogaça - Schin Racing Team - Peugeot - a 7 voltas
29 - Luciano Burti - Vogel Motorsport - Chevrolet - a 9 voltas
30 - Rafael Suzuki - ProGP - Chevrolet - a 29 voltas
31 - Vitor Genz - Boettger Competições - Peugeot - a 32 voltas
32 - Raphael Matos - Hot Car Competições - Chevrolet - a 6 voltas
33 - Beto Cavaleiro - Hanier Racing - Peugeot - a 17 voltas

Campeonato:

1 - Átila Abreu - 76
2 - Thiago Camilo - 72
3 - Julio Campos - 71
4 - Rubens Barrichello - 69
5 - Sergio Jimenez - 68
6 - Cacá Bueno e Marcos Gomes - 64
8 - Valdeno Brito - 62
9 - Antonio Pizzonia - 57
10 - Felipe Fraga - 55
11 - Ricardo Mauricio - 51
12 - Allam Khodair e Denis Navarro - 47
14 - Luciano Burti 42
15 - Daniel Serra e Rafa Matos - 38
17 - Galid Osman - 37
18 - Diego Nunes e Max Wilson - 35
20 - Ricardo Zonta - 34
21 - Tuka Rocha - 32
22 - Popó Bueno - 29
23 - Lucas Foresti - 23
24 - Alceu Feldmann, Nonô Figueiredo e Victor Genz - 20
27 - Felipe Lapenna - 19
28 - Bia Figueiredo - 11
29 - Gabriel Casagrande - 10
30 - Felipe Tozzo - 6
31 - Fábio Fogaça - 3
32 - Rafael Suzuki - 1