Translate

quinta-feira, setembro 05, 2013

Bruno e Marcelo fazem semifinal histórica para o Brasil no US Open

Esta será a primeira vez que dois brasileiros se enfrentam
na semifinal de um Grand Slam (
Foto: João Pires/VIPCOMM)
O tênis brasileiro conquistou um grande resultado nesta quarta-feira com a classificação do mineiro Marcelo Melo para as semifinais de duplas do US Open ao lado do croata Ivan Dodig e terá pelo segundo Grand Slam seguido um representante na final de duplas masculinas, uma marca inédita para o país, que nos quatro torneios de Grand Slam do ano esteve na semifinal de duplas em três e na final de dois.

Esta também é a primeira vez na história do tênis que dois brasileiros se enfrentam em uma semifinal de Grand Slam, já que Marcelo Melo e Ivan Dodig terão como adversários o brasileiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya, em semifinal que acontece nesta sexta-feira, por volta das 14h30 (de Brasília), na quadra Louis Armstrong, e deve ter transmissão de TV ao vivo nas emissoras que estão exibindo o torneio no Brasil, a ESPN e o Sportv.

Marcelo Melo e Ivan Dodig venceram na tarde desta quarta-feira a dupla do britânico Dominic Inglot e o filipino Treat Huey por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3. A semifinal contra Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya, garantindo o Brasil na final em Flushing Meadows.

A temporada de 2013 marca um grande desempenho dos brasileiros nas duplas. Bruno Soares e Marcelo Melo levaram o Brasil às semifinais dos últimos três Grand Slams do ano: Roland Garros, Wimbledon e US Open, sendo que nos dois realizados do segundo semestre um jogador do país disputa a final, além das duplas mistas, que teve Bruno Soares vice-campeão em Wimbledon e semifinalista no US Open.

Marcelo Melo foi vice-campeão de Wimbledon ao lado do croata Ivan Dodig nas duplas masculinas, enquanto Bruno Soares foi vice-campeão das duplas mistas no mesmo torneio ao lado da norte-americana Lisa Raymond. Os dois são os tenistas brasileiros com mais títulos de duplas na história da ATP. Bruno é o recordista do país com 15 títulos (cinco neste ano) e Marcelo é o segundo da lista com 11 conquistas (uma neste ano).

"Estamos jogando muito bem. Este ano fizemos excelentes jogos, especialmente em torneios grandes. Espero conseguir fazer mais um bom jogo para seguir em frente", afirma Marcelo Melo.

Bruno Soares e Alexander Peya formam a atual dupla número 2 do mundo, com o brasileiro tendo alcançado a quarta colocação na ATP, igualando Cássio Motta com o melhor ranking de um tenista do país. Marcelo Melo também está em seu melhor ranking, com a 14ª colocação, e com a campanha no US Open vai subir, no mínimo, para a 12ª posição, podendo entrar no top 10 pela primeira vez caso avance à final.

No ranking da próxima segunda-feira, os dois tenistas brasileiros estarão na faixa de classificação para o ATP Finals, com Bruno Soares e Alexander Peya em segundo lugar, enquanto Marcelo Melo e Ivan Dodig devem aparecer no mínimo na quinta colocação. Para Soares e Peya, basta alcançar a final do US Open para assegurar matematicamente a vaga. Já Marcelo Melo e Ivan Dodig, a campanha nos Estados Unidos vão depender apenas deles mesmos para se manter entre os oito melhores e conseguir a vaga, o que pode vir em caso de título em Flushing Meadows.

Na Era Moderna do tênis, nem mesmo com Gustavo Kuerten o Brasil esteve em duas finais seguidas de Grand Slam em um mesmo ano no tênis masculino, assim como as três semifinais consecutivas nas duplas são inéditas para o país, que hoje é o quarto em número de duplistas no top 100, com seis atletas (Bruno Soares, Marcelo Melo, André Sá, Marcelo Demoliner, Thomaz Bellucci e João Souza), perdendo para Estados Unidos (oito), Alemanha e Grã-Bretanha (ambos com sete) e igualando à França, que também soma seis.