Translate

domingo, abril 06, 2014

Sesi-SP vence Brasil Kirin e está na decisão

O Sesi-SP está na final da Superliga masculina de vôlei 13/14. Neste sábado (05.04), a equipe da capital paulista venceu um equilibrado duelo com o Brasil Kirin (SP) por 3 sets a 2 (21/15, 21/19 e 17/21, 17/21 e 15/09), em 2h14 de jogo, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP). Com o resultado, o Sesi-SP fechou o playoffs das semifinal com duas vitórias e será o adversário do Sada Cruzeiro (SP) na decisão.
A final da Superliga masculina de vôlei 13/14 será disputada no domingo (13.04), às 10h, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte (MG). A decisão será uma reedição da final da temporada 10/11. Na ocasião, o time paulista levou a melhor e ficou com o título.

O levantador Sandro, do Sesi-SP, foi eleito o melhor jogador da partida e ficou com o Troféu VivaVôlei. O jogador garantiu estar muito feliz com a vitória e fez questão de lembrar da dificuldade dessa série semifinal.

"Foi um jogo muito difícil, como sempre são as nossas partidas contra o Brasil Kirin. Sabíamos que seria um jogo decidido nos detalhes. Nós começamos muito bem a partida, depois do segundo set passamos a ter dificuldades na virada de bola e a equipe deles cresceu de produção. No final voltamos a jogar bem e conseguimos esse resultado muito importante para o grupo", disse Sandro.

O jogador lembrou que a equipe agora vai voltar as atenções para o Sada Cruzeiro. "Nós teremos um dia para descansar e depois todo o nosso foco será na equipe do Sada. Essa é a final que todo mundo queria ver e tenho certeza que será mais um grande jogo", afirmou Sandro.

O oposto Renan, do Sesi-SP, foi o maior pontuador do confronto, com 16 acertos. O atacante terminou o jogo emocionado pela classificação para a sua primeira final.

"Foi uma série muito equilibrada. Tudo nessa temporada está sendo novo para mim. Essa foi minha primeira semifinal e, agora, a primeira final. Tenho que agradecer a toda a comissão técnica e aos jogadores que sempre me deram muita força", comentou Renan, que teve a missão de substituir o oposto titular Evandro, que fraturou o dedo mínimo da mão direita em um bloqueio no primeiro jogo das quartas de final.

Despedida de um ídolo
A partida deste sábado também ficou marcada pela despedida de um dos grandes centrais da história do voleibol brasileiro. O campeão olímpico André Heller fez sua última partida como jogador e foi homenageado por atletas, técnicos e torcedores ao final do confronto. Visivelmente emocionado, André fez questão de agradecer ao voleibol por muitos momentos marcantes na sua carreira.

"Estou muito emocionado. Tenho que agradecer a muitas pessoas e principalmente ao voleibol que me deu praticamente tudo o que eu tenho na minha vida. A equipe de Campinas e o Mauricio também foram muito importantes nesses quatro últimos anos por acreditarem sempre no meu potencial. Só posso dizer que estou muito feliz", finalizou André Heller, sendo reverenciado pelos jogadores das duas equipes.

O JOGO
O Sesi-SP começou melhor e foi para o primeiro tempo técnico com dois de vantagem (7/5). Numa bola de ataque do oposto Renan, a equipe paulista fez 10/9. Com um erro dos visitantes, o Brasil Kirin virou o marcador (12/11). Bem no saque, o Sesi-SP voltou a liderança do marcador e abriu três (16/13). O time da capital paulista seguiu melhor e fechou o primeiro set por 21/15.

A vitória no primeiro set fez bem ao Sesi-SP que abriu três no começo do segundo set (7/4). Bem nos contra-ataques, o Brasil Kirin empatou o marcador (8/8). A equipe da casa cresceu de produção e abriu três (13/10). Com um ponto de bloqueio, o Sesi-SP encostou (15/14). O final da parcial foi disputada ponto a ponto, mas a equipe da capital paulista foi melhor nos momentos decisivos e venceu o set por 21/19.

O Brasil Kirin voltou bem para o terceiro set e fez 6/3. Se aproveitando dos erros do time campineiro, o Sesi-SP encostou (11/10). O time da casa foi para o segundo tempo técnico com dois de vantagem (14/12). Bem no ataque e no saque, o Sesi-SP encostou (14/14). O central Vini conseguiu um ace e o Brasil Kirin abriu dois (16/14). A equipe da casa segurou a vantagem até o final e venceu o terceiro set por 21/17.

Bem no bloqueio, o Sesi-SP abriu três no início do quarto set (4/1). O Brasil Kirin voltou a sacar bem e virou a marcador (6/5). Com um ponto de bloqueio do central Vini, o time da casa fez 8/6. Bem no saque, a equipe campineira foi para o segundo tempo técnico com dois de vantagem (14/12). O time da casa segurou a vantagem até o final e venceu a quarta parcial por 21/17.

O quinto set começou equilibrado. Com dois bons saques do oposto Renan, o Sesi-SP abriu dois (5/3). Renan novamente virou uma bola importante e colocou o time da capital paulista três pontos na frente (8/5). O bloqueio do Sesi-SP foi decisivo no final da parcial e o time paulista fechou o set por 15/09 e o jogo por 3 sets a 2.

EQUIPES:
BRASIL KIRIN - Paulo Renan, Rivaldo, Diogo, João Paulo Tavares, Vini e Gustavão. Líbero - Alan
Entraram: Bergamo, Rodriguinho e Mineiro

Técnico: Alexandre Rivetti

SESI-SP -Sandro, Renan, Murilo, Lucarelli, Sidão e Lucão. Líbero - Escadinha
Entraram: Thiaguinho, Rogério e Manius

Técnico - Marcos Pacheco

SUPERLIGA MASCULINA 13/14
SEGUNDA RODADA DA SEMIFINAL
SÁBADO (29.03) - Vivo/Minas (MG) 0 x 3 Sada Cruzeiro (MG) (17/21, 17/21 e 16/21) LOCAL/HORÁRIO: Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG), às 10h TEMPO DE JOGO: 1h14 TROFÉU VIVAVÔLEI: Leal (Sada Cruzeiro) MAIOR PONTUADOR: Leal (Sada Cruzeiro), com 12 pontos
SÁBADO (05.04) - Brasil Kirin (SP) 2 x 3 Sesi-SP (15/21, 19/21, 21/17, 21/17 e 09/15)
LOCAL/HORÁRIO: Taquaral, em Campinas (SP), às 9h30
TEMPO DE JOGO: 2h14 TROFÉU VIVAVÔLEI: Sandro (Sesi-SP) MAIOR PONTUADOR: Renan (Sesi-SP), com 16 pontos