Translate

domingo, abril 13, 2014

SUPERLIGA MASCULINA 13/14: Sada Cruzeiro e Sesi-SP decidem o título neste domingo

Marcelo Mendez observa o treino
(Foto: Alexandre Arruda/CBV)
Chegou a hora. O momento decisivo. Neste domingo (13.04), às 10h, quando Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP entrarem em quadra, no Mineirinho, em Belo Horizonte (MG), estará em jogo o título da competição. O time que vencer será campeão da Superliga masculina de vôlei 13/14. A final, que teve os ingressos esgotados e terá o ginásio lotado.

Na última semana de preparação, as equipes treinaram desde quarta-feira (09.04) no ginásio de jogo e finalizaram o trabalho de toda a temporada. No último dia antes da grande decisão, os jogadores buscam diferentes maneiras para tentar reduzir a ansiedade.

O ponteiro do Sada Cruzeiro, Filipe sabe que, neste momento, é importante encontrar uma forma de reduzir a expectativa. 

"Já fizemos tudo que era necessário e desde ontem (sexta-feira) à noite começou aquele frio na barriga que sabemos que é normal. Concentramos no hotel e o clima já começou a ficar diferente. Eu, particularmente, gosto de jogar vídeo game para distrair a cabeça, mas o pensamento fica a maior parte do tempo no jogo final", comentou Filipe.

Pacheco no treino deste sábado
(Foto:Alexandre Arruda/CBV)
O central do Sesi-SP, Lucão, falou sobre a sua maneira de lidar com este momento.

"É difícil. Além de véspera de final, é o último dia da temporada. É diferente. Eu vou continuar no time porque tenho dois anos de contrato, mas não sabemos quem vai seguir com o grupo. Esse foi um ano bem difícil por lesões, não conseguimos ter uma sequência muito grande. Mas não tem muito mistério. Procuro ficar no quarto, concentrado, assistindo um filme ou um seriado", contou Lucão.



Campanhas das equipes


O Sada Cruzeiro foi o primeiro colocado na fase classificatória, seguido pelo Sesi-SP. Os donos das melhoras campanhas chegam a decisão depois de bons resultados nas fases seguintes. Nas quartas de final, o time mineiro passou pelo Moda/Maringá (PR) e, na semi, pelo Vivo/Minas (MG), nas duas ocasiões por 2 jogos a 0. A equipe paulista eliminou o São Bernardo Vôlei (SP) e, depois, o Brasil Kirin (SP), também sem precisar do terceiro jogo.