Translate

quarta-feira, abril 02, 2014

Unilever Vôlei aproveita semana cheia para aprimorar obediência tática

Duelo com Vôlei Amil por vaga na decisão começa
na terça-feira.(
Crédito:Divulgação/Unilever Vôlei)
Após vencer o Pinheiros, na última sexta-feira (28.03), o Unilever Vôlei se classificou para as semifinais da Superliga 13/14. Desde que se transferiu para o Rio de Janeiro, a equipe nunca deixou de figurar nesta fase da competição. E foi além em todos as outras nove temporadas passadas: chegou à decisão e conquistou seis títulos. Para manter o aproveitamento, jogadoras e comissão técnica estão aproveitando essa semana sem jogos para suar muito a camisa e colocar a casa em ordem.
 
Treinando forte desde o último final de semana, as jogadoras do Unilever Vôlei sabem que, a uma semana do primeiro jogo contra o Vôlei Amil, marcado para terça-feira (08.04), às 21h30, na Arena Amil, em Campinas, precisam chegar melhor à semifinal. Para isso, o trabalho tem sido focado na parte tática e nos estudos do adversário, algoz por duas vezes na primeira fase da Superliga.
 
“O grupo está bem tranquilo e concentrado no trabalho. Temos treinado muito forte e com foco total no Vôlei Amil. Estamos trabalhando principalmente a obediência tática essa semana. Isso é fundamental para chegarmos ainda mais fortes nessa semifinal”, afirmou Fofão.
 
Experiente, Fabi lembra que os confrontos entre duas equipes de peso serão decididos nos detalhes. E foi assim na primeira fase da Superliga. No primeiro jogo, o Campinas teve um aproveitamento muito melhor no saque e levou. No segundo, foi a força do ataque do time paulista que acabou pensando no tie-break.
 
“Temos falado bastante do Vôlei Amil nos treinos. A gente está trabalhando forte e sabemos que será uma série complicada, decidida nos detalhes. Toda nossa atenção e mobilização será necessária para conseguirmos uma vaga na final”, disse a líbero.
 
Já esperando partidas demoradas, a comissão técnica do Unilever Vôlei não deixou de lado um trabalho físico forte. Afinal, as jogadoras precisam estar 100% para aguentar cinco sets, se preciso.
 
“Também estamos cuidando da parte física para chegar 100% nos jogos. É importante ter fôlego para jogos longos e difíceis. Afinal, foi assim quando nos enfrentamos nesta temporada. Estamos nos dedicando muito, treinando forte e pensando somente no Vôlei Amil. Desta maneira, além do físico, conseguiremos os ajustes técnicos e táticos necessários para fazer nosso melhor”, encerrou Gabi.